Inicial » Esportes » Com pinta de campeão, Cruzeiro consegue virada heroica sobre Grêmio e fica a uma vitória do tetra

Com pinta de campeão, Cruzeiro consegue virada heroica sobre Grêmio e fica a uma vitória do tetra

Clube celeste venceu por 2 a 1 no Sul, com gols de Goulart e Everton Ribeiro

Ricardo Goulart marcou o gol de empate do Cruzeiro, diante de grande público na Arena do Grêmio

Ricardo Goulart marcou o gol de empate do Cruzeiro, diante de grande público na Arena do Grêmio

A noite parecia ser de pesadelo para a torcida do Cruzeiro. Com um gol sofrido aos 12 do primeiro tempo e dois jogadores substituídos por lesão no início da partida, a equipe de Marcelo Oliveira começou o jogo contra o Grêmio sem forças em campo. Na etapa final, porém, o time estrelado atuou como um legítimo postulante ao título brasileiro, tomou as rédeas do jogo e virou sobre o time da casa: 2 a 1.

Os gols celestes foram marcados por Ricardo Goulart e Everton Ribeiro. Riveros anotou para o Grêmio, que não perdia há seis rodadas e era a equipe de melhor aproveitamento do returno do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 73 pontos e colocou a primeira mão na taça. Para garantir o tetracampeonato brasileiro, o clube celeste só precisa derrotar o Goiás, neste domingo, às 17h, no Mineirão. Caso o São Paulo empate com o Santos, a Raposa conquista o título mesmo se perder para o time esmeraldino.

O jogo

O Cruzeiro não começou mal a partida. Mas, em um lance de descuido da defesa, acabou sofrendo o primeiro gol logo aos 12 minutos. Em cruzamento da direita, a bola sobrou para Riveros, que se antecipou a Júlio Baptista e chutou forte, no canto direito de Fábio. O goleiro cruzeirense nem se moveu: 1 a 0.

O gol abalou o time do Cruzeiro, que não conseguiu mais concatenar nem uma jogada. A noite parecia mesmo não ser da Raposa. O time perdeu Ceará aos 22 minutos e Marquinhos aos 31, ambos lesionados.

Apático e sem poder de reação, a equipe de Marcelo Oliveira não ameaçou o gol adversário. Quem esteve mais perto de marcar foi novamente o Grêmio, em diversas oportunidades. Aos 26 minutos, após cobrança de falta, Barcos cabeceou e a bola acertou a trave.

No fim da primeira etapa, o meia Júlio Baptista admitiu a dificuldade de o time jogar. “Não estamos conseguindo. O Grêmio está marcando muito, não estamos dominando a bola, para armar as jogadas e chegar à frente”, lamentou.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou dominando a partida. A situação se inverteu e o Grêmio não conseguia finalizar. A melhor chance celeste ocorreu com Willian, que ficou cara a cara com Grohe e chutou para fora.

A pressão cruzeirense deu resultado aos 20 minutos. Depois de cobrança de escanteio, Willian finalizou forte, Marcelo Grohe deu rebote e Ricardo Goulart empatou: 1 a 1. A virada veio 10 minutos depois. Mayke lançou Everton Ribeiro na área, que fuzilou o gol adversário: 2 a 1.

GRÊMIO 1 X 2 CRUZEIRO

Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Geromel e Zé Roberto; Walace, Riveros (Alan Ruiz), Ramiro, Luan (Giuliano) e Dudu; Barcos (Lucas Coelho)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Cruzeiro: Fábio; Ceará (Mayke), Leo, Bruno Rodrigo e Samudio (Egídio); Willian Farias e Nilton; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos (Willian); Júlio Baptista.
Técnico: Marcelo Oliveira

Gols: Riveros, aos 12’ do primeiro tempo; Ricardo Goulart aos 20’ e Everton Ribeiro aos 30’ do segundo tempo
Motivo: 35ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 20 de novembro de 2014, às 21h50
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Van Gasse (SP)
Cartões amarelos: Mayke, Samudio, Willian Farias (Cruzeiro); Zé Roberto, Riveros, Geromel, Pará (Grêmio)

Super Esportes