Inicial » Esportes » Com a polêmica da braçadeira superada, Brasil encara a Áustria

Com a polêmica da braçadeira superada, Brasil encara a Áustria

Comandados de Dunga treinaram nessa segunda para enfrentar os donos da casa

Comandados de Dunga treinaram nessa segunda para enfrentar os donos da casa

A Seleção Brasileira enfrenta a Áustria às 16h (de Brasília) desta terça-feira. A partida, que será disputada no estádio Ernst Happel, em Viena, será o último amistoso do ano para os comandados de Dunga.

Invicta desde que ele reassumiu o comando técnico, com cinco vitórias em cinco partidas, a Seleção tentará manter o 100% de aproveitamento. Neymar e companhia terão pela frente os líderes do grupo G das eliminatórias da Eurocopa. Os austríacos, invictos na competição, estão na frente de Rússia e Suécia.

Fora das quatro linhas, o clima na Seleção não é dos melhores. Na Áustria, o problema começou com o zagueiro Thiago Silva. Capitão do Brasil na Copa do Mundo, o atleta não aceitou ter perdido a braçadeira de capitão para Neymar e lamentou publicamente, no domingo, o fato de o atacante não ter conversado com ele sobre o assunto.

Uma conversa entre os dois aconteceu poucas horas depois das declarações polêmicas do ex-capitão à imprensa. Nessa segunda-feira (17), ambos deixaram claro que a paz estava selada.

“O mais importante é eu estar com a consciência tranquila. O Neymar e o Dunga também. Tive que esclarecer algumas coisas. Algumas não eram verdadeiras. Neymar entendeu a minha intenção. Tenho ele como um irmão e não será por essa braçadeira que isso vai acabar”, afirmou o zagueiro.

“Fiquei surpreso com a declaração. Disse para ele que precisamos ter cuidado com o que falamos. Ele me chamou para uma conversa, mas não abalou em nada a nossa amizade. Levei numa boa”, disse Neymar.

Hoje em Dia