Inicial » Esportes » Cruzeiro derrota Goiás, faz ‘explodir’ Mineirão e finalmente solta o grito de tetracampeão

Cruzeiro derrota Goiás, faz ‘explodir’ Mineirão e finalmente solta o grito de tetracampeão

Estrelas do time, Ricardo Goulart e Everton Ribeiro marcaram os gols do título

Cruzeiro confirmou tetracampeonato brasileiro ao vencer Goiás no Mineirão, por 2 a 1

Cruzeiro confirmou tetracampeonato brasileiro ao vencer Goiás no Mineirão, por 2 a 1

A contagem regressiva chegou ao fim. A torcida do Cruzeiro, que viu o clube liderar o Brasileirão desde o início do campeonato, finalmente soltou o grito de campeão, neste domingo, no Mineirão. Assim como em toda a competição, o time de Marcelo Oliveira passou por cima das adversidades em um duelo muito disputado e foi superior ao Goiás na vitória por 2 a 1.

Debaixo de muita chuva e com doses de tensão e emoção, o triunfo do tetra foi construído pelos pés das estrelas do time. Ricardo Goulart e Everton Ribeiro marcaram os gols estrelados e levaram à loucura a torcida azul, que superlotou as arquibancadas do Gigante da Pampulha. Samuel anotou o tento dos visitantes.

A tempestade que assolou a Pampulha durante toda a tarde deu ares que poderia atrapalhar a festa cruzeirense. O gramado do Mineirão ficou completamente alagado, prejudicando o futebol de toque de bola do time de Marcelo Oliveira. Mas, se dentro de campo a chuva atrapalhou o espetáculo, fora dele ela parecia ser um combustível a mais para a torcida.

Em êxtase desde o início da tarde, os cruzeirenses cantaram e fizeram o Mineirão literalmente balançar durante vários momentos do jogo. No embalo da torcida, o Cruzeiro começou a partida tentando pressionar. Como a bola não rolava no gramado, o jeito era tentar pelo alto, e foram assim as principais chances da Raposa no início do duelo.

Até os sete minutos, o time estrelado já tinha chegado com perigo ao ataque em pelo menos três oportunidades. A mais perigosa delas com Ricardo Goulart, que cabeceou na rede pelo lado de fora.

Aos 12 minutos, porém, a bola estufou as redes pelo lado certo. Everton Ribeiro fez grande jogada pela esquerda, driblou seu marcador e tocou para Mayke. O lateral-direito cruzou na cabeça de Goulart, que marcou seu 15º gol no Campeonato Brasileiro. A alegria cruzeirense durou pouco. Dez minutos depois, o Goiás chegou ao empate em jogada de bola parada. David cobrou falta pelo alto, a bola passou nas costas da zaga e encontrou o atacante Samuel livre para dominar e empatar.

No fim do primeiro tempo, outro grito de gol em falso da torcida celeste. Everton Ribeiro cobrou escanteio e Leo cabeceou no ângulo. A bola foi na rede pelo lado de fora e caiu rente ao gol, dando a impressão que tinha entrado.

Por conta da forte chuva em BH, Cruzeiro e Goiás travaram duelo em campo encharcado no Mineirão

Por conta da forte chuva em BH, Cruzeiro e Goiás travaram duelo em campo encharcado no Mineirão

Na etapa final, o Cruzeiro voltou disposto a definir sua situação no Brasileirão. O time pressionou o Goiás desde o primeiro minuto e acabou mais exposto, levando contra-ataques perigosos. A pressão celeste deu resultado aos 17 minutos. Willian fez jogada individual pela esquerda e cruzou na cabeça de Everton Ribeiro, que colocou o clube celeste na frente novamente. O estádio voltou a balançar.

Depois do gol, o Goiás pressionou e assustou em vários lances, deixando a torcida apreensiva, até os 48 minutos, quando o árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra soprou o apito que colocou fim à angústia celeste e fez o Mineirão explodir pelo tetracampeonato.

A festa pelo tetracampeonato fez o Mineirão explodir e foi contagiante, mas a temporada celeste ainda não terminou. Agora, o Cruzeiro volta suas as atenções para a Copa do Brasil, embalado pelo título brasileiro. Na quarta-feira, às 22h, a equipe tem outro duelo decisivo, desta vez contra o Atlético, no Mineirão. Para conquistar a Tríplice Coroa pela segunda vez, o Cruzeiro precisa derrotar o Galo por três gols de diferença.

CRUZEIRO 2X1 GOIÁS

CRUZEIRO
Fábio; Mayke (Eurico, aos 45 do 2ºT), Leo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique (Nilton, aos 19 do 2ºT), Lucas Silva, Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Willian; Marcelo Moreno (Júlio Baptista, aos 34 do 2ºT)
Técnico: Marcelo Oliveira

GOIÁS
Renan; Tiago Real, Jackson, Pedro Henrique e Felipe Saturnino (Lima, aos 19 do 2ºT); Amaral, David (Wellinton Junior, aos 45 do 2ºT), Thiago Mendes e Ramon (Esquerdinha, aos 37 do 2ºT); Erik e Samuel
Técnico: Ricardo Drubscky

Gols: Ricardo Goulart, aos 12, Samuel, aos 22 do 1ºT; Everton Ribeiro, aos 17 do 2ºT
Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: domingo, 23 de novembro de 2014
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra-SC
Auxiliares: Carlos Berkenbrock-SC e Nadine Câmara Bastos-SC (Fifa)
Cartões amarelos: Tiago Real, aos 25, e Henrique, aos 31 do 1ºT; Esquerdinha, aos 47 do 2ºT
Público e renda: 56.769 pagantes e R$ 3.609.142,00
Público presente: 57.129

Super Esportes