Inicial » Esportes » Cruzeiro se impõe na Vila Belmiro, derrota o Santos e fica muito perto do tetracampeonato

Cruzeiro se impõe na Vila Belmiro, derrota o Santos e fica muito perto do tetracampeonato

Com gol de Ricardo Goulart, clube celeste chegou aos 70 pontos no Brasileirão

Cruzeiro foi mal no primeiro tempo, mas se recuperou na etapa final e venceu mais uma fora de casa

Cruzeiro foi mal no primeiro tempo, mas se recuperou na etapa final e venceu mais uma fora de casa

Virou contagem regressiva. O torcedor cruzeirense sente que o título brasileiro de 2014 está cada vez mais próximo. E, de fato, está. Ainda que o time não esteja apresentando um futebol brilhante, tem se mantido competitivo. Neste domingo, a história se repetiu. O Cruzeiro não tomou conhecimento do Santos na Vila Belmiro e venceu por 1 a 0.

O gol da vitória foi marcado por Ricardo Goulart, em jogada característica do elenco celeste. A bola roubada por Manoel na zaga ganhou os pés de Nilton no meio, que tocou para Goulart. O meia conduziu, tabelou com Willian, e finalizou, em jogada ágil que envolveu completamente a defesa do Santos.

O São Paulo também venceu seu compromisso contra o Palmeiras e segue a quatro pontos do Cruzeiro, mas com um jogo a mais. Na próxima rodada, a Raposa enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre, na quinta-feira, às 21h50. Já o São Paulo vai a Medellín enfrentar o Atlético Nacional, pela Copa Sul-Americana, na quarta-feira. O Tricolor Paulista não jogará pelo Brasileiro no meio da semana.

O Cruzeiro precisa de mais duas vitórias para ser campeão sem depender de outros resultados. Se o São Paulo tropeçar em algum dos seus compromissos até o fim da competição, caberá ao clube celeste vencer um jogo para conquistar o troféu.

O jogo

O Cruzeiro começou a partida se movimentando muito, mas com pouco tempo de jogo perdeu o meio-campo para o adversário. O Santos passou a tocar a bola com muita liberdade e o time celeste era lento na saída de bola.

Os lances de perigo surgiram mais do lado alvinegro. Aos 6 minutos, Cicinho cruzou da direita e Rildo não empurrou para o gol. Aos 15, Gabriel saiu cara a cara com Fábio, driblou o goleiro, mas tocou na rede pelo lado de fora.

O Cruzeiro apresentava vontade, mas pouca produtividade. Na parte final do primeiro tempo, o cansaço já parecia ter acometido os atletas, que chegaram a errar passes fáceis na partida. A melhor chance da Raposa ocorreu somente aos 41 minutos, e foi de bola parada. Marquinhos cobrou falta da esquerda, a bola passou por toda a área e saiu à linha de fundo, rente à trave de Aranha.

No último lance do primeiro tempo, os cruzeirenses reclamaram muito do árbitro Alinor Silva Paixão. O atacante Willian cobrou um escanteio, mas a jogada foi paralisada, pois um torcedor jogou outra bola em campo. Em vez de repetir a cobrança, o dono do apito encerrou a etapa inicial, depois de parar o lance.

No segundo tempo, o Cruzeiro finalmente desencantou. Logo aos 7 minutos, Manoel cortou uma bola na defesa, rolou para Nilton, que ajeitou para Ricardo Goulart. O camisa 28 conduziu a bola, tabelou com Willian e marcou: 1 a 0.

O jogo ficou aberto, com o Santos indo para cima e o Cruzeiro tentando matar o jogo no contra-ataque. Em um dos lances, Willian recebeu a bola fora da área e arriscou o chute. A bola passou raspando a trave de Aranha. No finalzinho, Willian Farias teve a chance de matar o jogo, mas mandou no travessão pouco antes do apito final do árbitro.

SANTOS 0 X 1 CRUZEIRO

SANTOS:
Aranha; Cicinho, Neto, Bruno Uvini e Caju (Zeca); Alison, Renato e Lucas Lima; Rildo (Thiago Ribeiro), Gabriel (Jorge Eduardo) e Robinho.
Técnico: Enderson Moreira

CRUZEIRO:
Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Samudio; Lucas Silva (Henrique) e Nilton; Marquinhos; Ricardo Goulart (Willian Farias) e Willian (Everton Ribeiro); Marcelo Moreno.
Técnico: Marcelo Oliveira

Gols: Ricardo Goulart, aos 7’ do segundo tempo
Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data e horário: 16 de novembro de 2014, domingo, às 17h
Local: Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Henrique (Cruzeiro); Lucas Lima, Alison (Santos)

Super Esportes