Inicial » Esportes » Cruzeiro sofre para bater Criciúma e mantém vantagem de cinco pontos na ponta do Brasileiro

Cruzeiro sofre para bater Criciúma e mantém vantagem de cinco pontos na ponta do Brasileiro

Raposa fez 3 a 1 no Tigre, no Mineirão, e foi a 67 pontos no Campeonato Brasileiro

Decisivo contra o Santos, Willian votou a brilhar e fechou o placar contra o Criciúma, 3 a 1

Decisivo contra o Santos, Willian votou a brilhar e fechou o placar contra o Criciúma, 3 a 1

O Cruzeiro sofreu para bater o Criciúma por 3 a 1, neste domingo, no Mineirão. O time catarinense abriu o placar com Lucca logo no início do jogo. No segundo tempo, Marcelo Moreno, Ricardo Goulart e Willian viraram o placar e garantiram os três pontos para a Raposa. Apesar de lanterna do campeonato, a equipe carvoeira endureceu a partida, que só foi decidida aos 44 minutos da etapa final, com o terceiro gol celeste.

Com a vitória, o Cruzeiro foi a 67 pontos e manteve a vantagem de cinco para o vice-líder São Paulo, que bateu o Vitória em Salvador, por 2 a 1. A partida foi marcante para Fábio e Ricardo Goulart. O primeiro completou 600 jogos com a camisa celeste, ao passo que o segundo chegou à marca centenária.

O time de Marcelo Oliveira agora ‘esquece’ o Brasileiro para focar as atenções na Copa do Brasil. A Raposa enfrenta o Atlético, no Independência, nesta quarta, pelo primeiro jogo da decisão. O próximo compromisso pelo Brasileiro será contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro.

Susto no início

O torcedor mal estava acomodado na cadeira quando o Criciúma surpreendeu o Cruzeiro. Aos três minutos, Lucca aproveitou falha do zagueiro Bruno Rodrigo e tocou na saída de Fábio para abrir o placar no Mineirão: 0 a 1.

Depois do gol, o Cruzeiro dominou amplamente a partida. Os comandados de Marcelo Oliveira conseguiram ditar o ritmo da partida, criando muitas oportunidades de gol. Como em outras oportunidades, o time pecou nas finalizações.

Aos seis minutos, Everton Ribeiro deixou Goulart na cara do gol. O atacante, que completou 100 jogos com a camisa celeste neste domingo, chutou em cima do goleiro Bruno.

Aos 11, outro lance de perigo da Raposa. Everton Ribeiro acionou Júlio Baptista na área. O arqueiro do Criciúma saiu bem do gol e abafou o chute. O camisa 10 voltou a ficar na cara do gol aos 41 minutos, mas não aproveitou mais uma vez.

Virada na etapa final 

A tônica do primeiro tempo se repetiu no segundo. O Cruzeiro seguiu apertando o Criciúma, que apenas se defendia. Desta vez, contudo, a pontaria estava afiada. Com a entrada de Marcelo Moreno na vaga do contundido Egídio, o Cruzeiro ficou ainda mais ofensivo e incisivo.

Aos 13 minutos, o boliviano aproveitou rebote do goleiro catarinense em cobrança de falta de Nilton e empatou a partida: 1 a 1. Moreno teve a chance de virar o jogo três minutos depois. Após lançamento, cabeceou forte, no canto do goleiro Bruno, que fez ótima defesa.

Com a força da torcida, que empurrou o time e deu um ânimo extra aos jogadores, o Cruzeiro virou aos 18 minutos, com um belo gol de Ricardo Goulart. Bruno Rodrigo aproveitou escanteio e ajeitou de cabeça para Goulart, que bateu de primeira e virou o marcador: 2 a 1.

O Cruzeiro não conseguiu administrar bem o resultado. No fim, o Criciúma teve duas boas oportunidades para empatar a partida, mas não teve êxito.O Carvoeiro ainda reclamou um pênalti no fim. A vitória foi consolidada aos 44 minutos do segundo tempo. Ricardo Goulart fez boa jogada pela esquerda e rolou para Willian, que chutou no canto: 3 a 1.

CRUZEIRO 3 X 1 CRICIÚMA

Cruzeiro
Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio (Marcelo Moreno); Nilton e Henrique (Samudio); Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Willian; Júlio Baptista(Willian Farias)
Técnico: Marcelo Oliveira

Criciúma
Bruno; Luis Felipe, Joílson, Fábio Ferreira, Rafael Pereira (Bruno Lopes), Giovanni, Serginho (Maurinho), Martinez, Lucca, Cléber Santana e Cortez (João Vitor)
Técnico: Toninho Cecílio

Gols: Lucca (Criciúma). Marcelo Moreno, Ricardo Goulart e Willian (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Cortez, Serginho, Maurinho, Giovanni e Rafael Pereira (Criciúma). Meyke, Leo, Bruno Rodrigo e Everton Ribeiro (Cruzeiro)

Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: domingo, 9 de novembro, às 19h30

Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (CBF-ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (CBF-ES) e Vanderson Antonio Zanotti (CBF-ES)

Renda e público pagante: R$ 1.187.572,00 / 28.475

Super Esportes