Inicial » Esportes » Guilherme revela avanço em negociação para permanecer no Atlético

Guilherme revela avanço em negociação para permanecer no Atlético

Meia-atacante revelou que conversas evoluíram com o presidente Daniel Nepomuceno

Guilherme teve participações importantes na Libertadores 2013 e Copa do Brasil 2014
Guilherme teve participações importantes na Libertadores 2013 e Copa do Brasil 2014

Se no fim de 2014, o meia-atacante Guilherme parecia de saída do Atlético, a situação parece ter mudado, segundo o próprio jogador. Com contrato até março, ele revelou que as conversas evoluíram no início desta temporada, já com o presidente Daniel Nepomuceno.

O atleta ainda disse que as coisas chegaram a esfriar com Alexandre Kalil, antecessor na presidência alvinegra.

“Com o Kalil já tinha paralisado há muito tempo as conversas. A última vez (conversa) tinha sido na final da Recopa (em julho). Mas do (encontro) de ontem (quarta-feira), não participei. Foi meu empresário (Ivan Suárez). Ausentei-me o mês inteiro durante as férias. Mas pelo indício, teve coisa boa”, afirmou Guilherme.

No Atlético desde 2011, Guilherme viveu grandes momentos nas duas últimas temporadas, ajudando o time na conquista da Copa Libertadores da América, Recopa Sul-Americana e Copa do Brasil.

Ele explicou como está a negociação neste momento, bem como os detalhes para acertar um novo vínculo com o Galo.

“São questões de contrato. Nada que o clube não possa arcar, que não esteja dentro dos padrões financeiros. Tem meu sentimento, que é ficar porque precisam de mim, para contar comigo. Não quero ficar para não ter um rombo de investimento. Quero ficar porque gostam de mim”, explicou o meia-atacante.

Mesmo com o avanço das conversas, o jogador preferiu não estipular um percentual para a permanência no Atlético.

“Não tenho como passar isso. Sem dúvida, o que posso falar é que tenho o interesse de ficar. Suei a camisa para conquistar o respeito deles. Tenho um carinho enorme por todos. Para um conforto de família, pois tem uma mudança, além do respeito do Atlético, o desejo é de ficar, mas não tenho uma porcentagem para falar”, acrescentou Guilherme.

Apesar do desejo, ele afirmou que não há prazo para a negociação, que poderia se estender até o término do contrato, em março deste ano.

“O presidente é que sabe se quer concluir rapidamente, estou absolutamente tranquilo. Meu comportamento profissional não vai mudar nada até março. Eu estou tranquilo”, completou.

O Tempo