Inicial » Ele/Ela » Preocupação com saúde e boa forma leva brasileiro a se exercitar mais

Preocupação com saúde e boa forma leva brasileiro a se exercitar mais

Especialistas afirmam que as pessoas estão à procura de atividades mais estimulantes

Especialistas afirmam que as pessoas estão à procura de atividades mais estimulantes

Pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde mostra que 33,8% dos brasileiros dedicam parte do seu dia à prática esportiva, uma expansão de 12% nos últimos cinco anos. Entre as modalidades mais procuradas estão musculação, lutas, danças e caminhadas.

Os belo-horizontinos também não fogem à regra e lotam estúdios de dança, tatames, pistas de corridas e ciclovias.

Depois de passar anos se dedicando à natação e à dança, a educadora física Ana Elisa Bossler da Costa, de 42 anos, há pelo menos um se aventura no krav maga, uma modalidade de luta que visa a defesa pessoal. “O esporte tira a ansiedade, além de melhorar a flexibilidade, a coordenação motora e a força. Sinto que fico muito mais bem disposta quando pratico luta. Isso reflete no meu dia a dia e na dinâmica das minhas aulas”, avalia.

Considerada uma atividade física que traz benefícios para todo o corpo, a arte marcial virou uma das modalidades esportivas mais procuradas nas academias. “Há alguns anos, a luta era vista como um ato de violência. Atualmente, as pessoas descobriram que é uma ótima aliada ao condicionamento físico, à manutenção da saúde e como defesa pessoal”, explica o educador físico e especialista em defesa pessoal e arte marcial, Henrique Daoud Nunes.

O analista de sistema Fábio Caetano da Silva, de 37 anos, fez do esporte uma necessidade. Depois de ser diagnosticado com desvio na coluna, devido à má postura e horas sentado em uma mesma posição, decidiu mudar a vida radicalmente. “Após o laudo médico, procurei a musculação. Com a melhora do condicionamento físico e das dores na coluna, comecei a fazer dança de salão, luta e o tradicional futebol”, conta.

Nem mesmo viagem a trabalho é impedimento para que as atividades sejam realizadas. “Procuro fazer uma corrida ou até me matricular em uma academia na cidade em que estou trabalhando, mesmo que seja por uma semana”, diz Silva.

O engenheiro Evandro Gomes Guimarães, de 54 anos, não abre mão da boa forma. Há mais de dez anos, faz exercícios regularmente. Entre as modalidades esportivas escolhidas está a musculação, a caminhada e o krav maga. “Gosto de artes marciais desde muito jovem. Hoje me sinto mais disciplinado. Acho que não existe idade para cuidar da saúde”, afirma.

Saúde

Segundo especialistas, o aumento no número de adeptos ao esporte se deve à necessidade de cuidados com a saúde. “Muito mais que boa forma ou um corpo escultural, a população está preocupada em manter uma vida saudável. Ter uma boa saúde significa sucesso em todos os aspectos da vida, seja pessoal quanto profissional”, explica o educador físico e personal trainer Frederico Levi Machado Vicente.

Para o professor de educação física Eduardo Lima, mais do que alcançar uma boa saúde e uma boa forma, as pessoas estão à procura de atividades estimulantes ou que saiam da rotina. “Esportes mais dinâmicos se tornam mais atrativos. Isso faz com que os alunos não desistam de manter a regularidade na atividade física”, avalia.

Hábitos mais saudáveis e atividade física constante trazem inúmeros benefícios. “Muitas doenças dos brasileiros poderiam ser evitadas com ações simples, como subir e descer escada, manter uma prática esportiva regular e ingerir alimentos mais saudáveis”, diz a diretora de Vigilância e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde, Deborah Malta.

Hoje em Dia