Inicial » Gerais » “Rei da Cachaça” é solto após 85 dias preso acusado de estupro

“Rei da Cachaça” é solto após 85 dias preso acusado de estupro

Segundo advogado, o empresário nega todas as acusações

“Rei da Cachaça” foi preso suspeito de tentativa de crimes sexuais e homicídio

O “Rei da Cachaça”, como ficou conhecido o empresário Antonio Eustáquio Rodrigues, de 66 anos, foi solto na manhã deste sábado (8). Ele estava preso há 85 dias, no presídio de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, acusado de crimes sexuais e tentativa de homicídios contra adolescentes.

Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), o empresário foi beneficiado por um alvará de soltura expedido na noite desta sexta-feira (7), pela juíza da Comarca de Salinas, Aline Martins Stoianov de Campos, após tumultuadas audiências na cidade, para oitivas de Antonio e de testemunhas.

Crime

O empresário Antônio Eustáquio Rodrigues foi preso em Salinas suspeito de tentativa de homicídio e crimes sexuais. Ele é conhecido como “Rei da Cachaça” por ser dono das empresas de aguardente Seleta, Saliboa e Boazinha.

A prisão ocorreu no dia 12 de agosto, durante operação conjunta entre a Polícia Civil e o Ministério Público de Minas (MPE). As investigações que culminaram na detenção do suspeito duraram cerca de 5 meses. Conforme o delegado José Eduardo Gonçalves, o inquérito segue em segredo de Justiça e, por isso, não repassou detalhes sobre o caso.

Hoje em Dia